Olho de peixe: O que é? Quais são suas características e sintomas? Contamos tudo!

Algumas complicações na pele são facilmente confundidas com cravos, espinhas ou calos comuns. Entretanto, é necessário prestar bastante atenção para quaisquer erupções cutâneas que podem aparecer.

O olho de peixe é também conhecido como verruga plantar e, apesar de ter uma aparência muito semelhante à dos calos, possui origem e tratamento muito diferentes. Essa verruga se desenvolve na sola dos pés e é altamente contagiosa. Entretanto, seu tratamento não é muito complicado.

Nesse artigo vamos mostrar o que é o conhecido olho de peixe, suas características, transmissão e tratamento. Também vamos esclarecer as principais dúvidas em relação a essa verruguinha.

Fique atento aos próximos tópicos para saber mais!

Olho de peixe nos pés, o que é?

olho de peixe no pé

A verruga plantar é uma lesão benigna que se desenvolve na sola dos pés ou calcanhares. Essa verruga é causada por uma infecção pelo papilomavíruos humano, o HPV. Esse vírus pode se desenvolver nos tipos um, quatro e sessenta e três.

Apesar de o HPV estar relacionado ao câncer, especificamente ao câncer de colo de útero, nas mulheres, a verruga tipo “olho de peixe” não tem nenhuma relação ou predisposição com células cancerígenas.

Quais são as características e sintomas?

Assim como dissemos, a complicação cutânea se manifesta, geralmente na sola do pé. A verruga tem um aspecto inflamado e avermelhado. Possui textura dura como uma verruga, porém, sua aparência é mais semelhante a uma lesão, uma vez que a pele sobre a verruga geralmente descasca.

A verruga causa bastante dor no local. Especialmente ao andar, a verruga causa bastante desconforto, quando pressionado vertical ou horizontalmente.

Entretanto, a dor do olho de peixe não é instantânea. Ela se desenvolve ao longo do tempo e se agrava conforme a pressão exercida na área.

Veja também: Características e sintomas da micose na pele!

Como pega?

como pega olho de peixe

Todos os vírus são altamente contagiosos. O HPV, em especial, possui alto teor de contaminação.

O vírus do HPV que desenvolve o olho de peixe é transmitido através da pele. O HPV se aloja na pele e é capaz de se transferir para outro hospedeiro no momento em que a pele entra em contato com o sangue ou alguma mucosa.

A transmissão é muito fácil, então, se você identificar ou for diagnosticado com olho de peixe, ou simplesmente com o vírus HPV, são necessários cuidados muito atenciosos para evitar contaminações para outras pessoas ou até mesmo outras partes do seu corpo.

Como podemos tratar a lesão de olho de peixe?

O tratamento mais indicado para olho de peixe é aquele indicado por um médio podologista especializado e confiável. De forma geral, o tratamento clínico é feito através de pomadas a base de ácido salicílico, nítrico ou tricloroacético. Esse produto, por ser ácido, esfolia suavemente a pele, auxiliando na eliminação da verruga.

Se a verruga se desenvolver para um estado mais grave, é importante também fazer uma consulta dermatológica caso seja necessário uma remoção mais intensa. Esse tipo de remoção é feita no próprio consultório através do uso da crioterapia.

Existe algum tratamento caseiro?

olho de peixe tratamentos

Existem tratamentos e cuidados que você pode fazer em casa para amenizar a dor e acelerar a recuperação da sua pele. A seguir, vamos mostrar cada cuidado e tratamento necessário especificamente.

Primeiro, é fundamental liberar a pele morta em excesso que se forma sobre e ao redor da verruga. Para isso, primeiro deixe seus pés de molho na água morna com sal, para amolecer e limpar a pele.

Feito isso, com os pés bem limpos, claro, retire o máximo de pele em excesso que encontrar, usando o auxílio de pedras esfoliantes, como a pedra pomes, buchas vegetais e afins. Evite tirar a pele com uma pinça ou com as próprias mãos.

Retirar a pele indevidamente pode gerar outras feridas e expor as partes mais sensíveis da pele, mucosas e sangue ao contato com o vírus. Se o procedimento for doloroso reduza a esfoliação e retome assim que a pele estiver mais amolecida.

A outra forma de tratar o olho de peixe em casa é deixar a pele sempre hidratada. Uma vez que a pele extra for retirada, hidrate os pés com o produto a sua escolha e finalize utilizando uma meia para aquecer e manter a hidratação.

Lembre sempre que qualquer procedimento deve ser feito com os pés excessivamente limpos.

Olho de peixe com pus, o que fazer?

Assim como qualquer infecção, o olho de peixe pode desenvolver o pus em seu interior. O pus é apenas uma reação do nosso sistema imunológico para evitar que as infecções se desenvolvam.

Porém, é muito importante que você fique atento para controlar a quantidade de pus que se mantém dentro ou ao redor da verruga.

Para evitar o acúmulo do pus, repita o molho de água morna e sal grosso nos seus pés para amolecer, limpar e estimular a drenagem natural do pus.

É possível prevenir?

prevenção do problema

A prevenção do olho de peixe é a mesma usada para evitar a contaminação com o HPV. Tomar as vacinas é fundamental para a prevenção, assim como a prevenção no ato sexual.

Além disso, evite andar descalço em locais públicos, usar sapatos apertados de outras pessoas, e higienize e seque bastante os pés ao sair do mar e piscinas públicas.

Gostou do texto? Se ainda ficou alguma dúvida deixe seu comentário!

Recomendamos para você:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *