Vitiligo: Saiba como identificar, se é contagioso, qual é o melhor tratamento e mais!

mulher com vitiligo

Você sabia que aproximadamente 1% da população possui vitiligo? Essa doença caracterizada pela despigmentação da pele adquirida promove manchas mais claras pelo corpo. Ainda com a causa pouco conhecida, ela não interfere na saúde física, mas pode causar problemas relacionados à autoestima – saúde mental e emocional.

Aprenda mais sobre esse problema no artigo de hoje!

O que é o vitiligo?

O vitiligo é uma despigmentação da pele que ocorre porque o organismo da pessoa passa a produzir anticorpos que combatem as células que produzem a melanina, os chamados de melanócitos.

Dessa forma a imunidade celular é atingida e acaba refletindo na aparência física. Os melanócitos são destruídos e a região afetada acaba ficando despigmentada, ou seja, com uma coloração mais clara que o restante da pele.

A condição pode surgir em qualquer parte do corpo, até nos menos comuns como: cabelo, interior da boca e olhos. Apesar de poder acontecer com pessoas de qualquer cor de pele, peles mais escuras possuem maior propensão a desenvolver o vitiligo.

Como identificar?

A identificação do vitiligo é puramente física. O principal sinal da condição é realmente a perda da pigmentação da pele em determinadas regiões. Elas costumam surgir em formas de manchas por todo o corpo, mas muitas vezes pode ser uma despigmentação gradual, lenta, que pode ser confundida com o pano branco.

Além disso, é possível observar outros sintomas, como:

  • Perda da pigmentação de pelos do corpo, como cabelo, cílios, sobrancelhas e barba;
  • Perda da pigmentação nos tecidos que ficam dentro da boca e nariz, conhecidos como membranas mucosas;
  • Perda ou alteração da pigmentação da camada interna do globo ocular, também conhecida como retina;
  • Aparecimento de manchas descoradas em torno do umbigo, axilas, órgãos genitais e reto.

Vitiligo é contagioso?

Não. Gerações antigas, por desconhecimento sobre o vitiligo, costumavam pensar que a condição era contagiosa. Mesmo com acesso à informação, muita gente ainda sofre preconceito e discriminação pelo simples fato de ter a pele diferente da considerada “normal” pela sociedade.

É importante que todos saiba que o vitiligo não pode ser transmitido de uma pessoa para a outra. Outras pessoas podem encostar nas áreas afetadas sem perigo algum de contágio.

Quem possui a condição pode e deve conviver naturalmente com todas as outras pessoas, sem medo de compartilhar objetos e muito menos de tocar, pois as manchas brancas da pele são passam para outra pessoa nem pelo contato nem de nenhuma outra forma.

Essa doença é hereditária?

Como pouco se conhece ainda sobre as causas do vitiligo, ainda não há um estudo que afirme com toda certeza que a condição pode ser hereditária, ou seja, passada de pai para filho.

Há alguns estudos que mostram possibilidades de existir uma relação entre os fatores genéticos e a história familiar, mas ainda não é possível se afirmar.

mulher olhando manchas em criança para saber se é vitiligo em bebê

Vitiligo pode aparecer em bebê?

Sim. Apesar de ser muito raro, o vitiligo pode aparecer em qualquer idade, o que significa que pode atingir bebês de apenas meses de vida até os idosos.

O que muda no aparecimento em crianças é que o tratamento costuma oferecer melhores resultados.

Tem cura?

Infelizmente ainda não existe uma cura para quem possui o vitiligo. Mas hoje já existem diversos tratamentos que podem ajudar a reestabelecer a pigmentação natural da pele, promovendo resultados quase perfeitos.


Leia também sobre quais as causas da impigem e como tratar.


Qual é o tratamento para vitiligo?

O tratamento para o vitiligo ainda é muito subjetivo e difere a reação em cada pessoa. Há pessoas que respondem bem, há pessoas que não costumam colher tantos resultados. É possível até que as manchas as vezes parem de surgir naturalmente sem tratamento nenhum. Isso vai depender muito do organismo particular de cada paciente.

Como não há como saber se a condição vai progredir pelo corpo todo ou vai ficar com apenas algumas manchas pela pele, ao perceber os sinais do vitiligo é importante procurar um dermatologista para começar o tratamento. Quanto mais cedo, mais chances de se descobrir qual forma de tratar vai ser melhor para o seu caso.

Há várias opções de tratamento e tudo vai depender da faixa etária, extensão do corpo afetado, regiões de predominância e se há presença de outras doenças associadas.

Dentre as principais opções, costuma ser usado para tratar o vitiligo:

  • Corticoides tópicos
  • Medicamentos imunossupressores
  • Fototerapia
  • Constante uso de protetor solar
  • Aplicação de laser
  • Terapia de despigmentação

Em alguns casos, quando não há muitos resultados, o indicado acaba sendo o simples método de usar maquiagem para disfarçar a aparência e existem marcas de protetor solar com cor para isso.

É importante destacar, que além do tratamento para lidar com a imagem física, a pessoa com vitiligo deve ter um acompanhamento psicológico.

É necessário que ela entenda a doença e receba suporte para se blindar da sociedade preconceituosa.

Recomendamos para você:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *